Sábado, 19 de Maio de 2007

BOM FIM DE SEMANA

BOM FIM DE SEMANA PARA TODOS OS FAMILIARE S EAMIGOS.
 
GOOD WEEK END FOR  YOU
 
BON FIN DE SEMAINE
 
 
Bom fim de semana
Para os STATES onde vivem os meus irmãos
E o meu compadre Diogo e excelentíssima família
Para o País dos Kangoroos
Onde vivem tios, primos e amigos
Para a França
Onde vivem tios, tias e primos
Aló Canadá dos primos e do meu tio António
(a quem o Padre de Santa Bárbara ia buscar
à venda do AMADEU para vestir
 a Opa e ir na procissão da Páscoa)
Aló Almada, onde vivem, os meus filhos
E o meu primo LOURINHO (as melhoras, pá)
Aló Faro, Patacão, Braciais do Zé Raimundo,
Chelote e Passo Branco das tias e tios
Aló Montenegro da São e filhas
Aló Santa Bárbara de Nexe das minhas primas
Aló Gorjões do Adolfo
 Pechão e Praia da Altura, malta da batota do
Sacramento à Lapa
Aló Fontainhas do meu amigo Gregório LONGO
(até à primeira amigo)
Aló Azeitão do Luciano MACHADO
 
ALÓ.. ALÓ... ALÓ
 
Bom fim de semana para o Pedro Tocha para todos
 os que em visitam aqui no blog...
 
Bom fim de semana para o Mundo Inteiro..
E para ti Manel Piorna velho camarada das letras 
E para a Helena, tua esposa, que não conheço,
 
Para o escritor Baptista-Bastos, que faz
 favor de ser meu amigo ..
 
 
E É ASSIM.....
 
Que caminhando nos deveríamos cumprimentar.
E é assim ...com esta enorme alegria de viver . 
Que quero estar na vida enquanto ela durar
Porque o dia é breve.... está aí a cair o anoitecer!
 
Onde estás amigo... preciso ouvir a tua voz !
Preciso de saber que não precisas de mim...
Que todos os meus amigos não se sintam sós
Ter amigos e ser amigo; dá gozo viver assim.
 
Ainda ontem à tarde quando o telefone tocou...
Era a voz de um amigo que me perguntou
Diz lá se conheces esta voz enquanto eu aguardo
 
Óh Chefe ... ó velho amigo... ó grande   camarada....
Eu... meu chapa, do mundo posso não saber mais nada
Mas essa é a voz inconfundível do António Leonardo.
 
Felicidades para todos e um bom dia..
João Brito Sousa
 
publicado por SOUSINHA às 06:43
link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De Katy a 19 de Maio de 2007 às 10:44
Bom dia e um Marvelous weekend para ti e todos ao teu redor, e tambem todos os que lêem aqui.
Melhoras ao Carlinhos.

És uma máquina a escrever!!
Gosto de te ler, e gosto do que apresentas aqui, destas escolhas que tu fazes.
Muito bom saber que queres viver, como expressas no soneto. Isso dá-me força e fico feliz.
Vive irmão, vive e sê feliz.

" É preciso tentar ser feliz, nem que seja apenas para dar o exemplo".
Jacques Prevért (1900-77), poeta francês

Beijinhos para ti que não te vejo há 3 anos.

Katy


De SOUSINHA a 19 de Maio de 2007 às 11:20
Viva.

Lindas palavras, Mana. Adoro-te. Aí vai um beijo para ti do
João
De avlisi@sapo.pt a 19 de Maio de 2007 às 12:14
Alô Katy!

Este teu mano saiu-me cá uma praça!!
Só ele e o seu característico jeito de se lembrar das coisas e dos amigos!!
Só ele e a sua queda para a poesia, com a saudável loucura dos poetas, para abraçar todo o mundo na pureza da amizade que sempre soube dispensar.

Parabéns, Katy, pelo mano que tens!
Nice weekend for you too!

arnaldo silva
felizmente reformado
De Katy a 20 de Maio de 2007 às 15:07
Hello Arnaldo,

Aceito os parabéns, obrigado.
O meu mano é o maior. Ele tem esta habilidade de ressuscitar esses tempos vividos, que dormem dentro de cada um de nós. Deixa-nos com saudades desse tempo.
Ainda ele não menciou o Dr. Amílcar, nem o Dr. Furtado. Aguarde.....

Regards,
Katy
De a silva a 21 de Maio de 2007 às 09:46
Pois é...

O Dr. Furtado, com o seu ar muito característico de Aljezur e o desempoeiramento de quem se sentia bem na vida, foi uma figura bem marcante daqueles tempos da Escola de Faro. Até hoje ainda não consegui formar uma ideia sobre se era ou não bom professor, mas que era bem castiço, lá isso era!
Pode ser que o Brito tenha melhores e mais claras ideias e venha aqui recordá-lo.
O homem que ensinava Ténica de Vendas foi um professor interessante. Até foi a Lisboa, para uma entrevista no Telejornal, para falar da ideia de ter posto os seus alunos a criar anúncios de produtos conhecidos. Boa praça!

Alll the best for you!

arnaldo silva
felizmente reformado
De custodio dos santos a 20 de Maio de 2007 às 10:48
para o primo joao,nascido e criado nos braciais,e que tem como capital o patacao------ao navegar nos blogs ,grande surpresa a minha,braciais braciais braciais,sinti grande emocao,sitio onde vivi,e que tenho no coracao------joao que nada te esquece,a tua memoria e fabulosa,os teus poemas e sonetos,e ate as tuas prosas------em creancas ha uma coisa,que nao sei se te lembras,ou se te esqueceu,do pontape que me deste,que tanto me doeu------gira o mundo gira o tempo,mas tudo sempre com afecto,quem havia de dizer,tao longe mas tao perto------recordar e viver,isto e uma certeza,mas que a nossa amizade,seja fonte d;uma riqueza------da prtma sempre amiga: leonilde santos
De SOUSINHA a 20 de Maio de 2007 às 16:31
ALÓ LEONILDE.

Cara prima, muito obrigado pelas visitas que fazes ao meu blog e fico muito satisfeito de saber que gostas do que escrevo.

Quanto ao pontapé que te dei, lembro-me perfeitamente, mas, acredita que foi coisa de moços, mas não tenho nenhum problema em pedir-te desculpa cinquenta e tal anos depois e desejar-te as maiores felicidades do mundo porque és uma prima que eu gosto muito e não te esqueço nunca.

Um grande beijinho para ti e cumprimentos para o resto do pessoal..
JOÃO
De leonilde santos a 21 de Maio de 2007 às 13:33
ola primo obrigado pela resposta,,nao leves a mal porque o caso do pontape nao foi mais que uma brincadeira,quanto ao poema que escreveste ao meu pai tenho que agradecer por te teres lembrado d'ele pois ja vao uns bons anos que nos deixou,beijinhos para afamilia nos usa,canada,franca e portugal,a minha mae mandate muitos beijinhos e de nos tudo do melhor e umas optimas ferias no algarve.
De SOUSINHA a 21 de Maio de 2007 às 15:39
OLÁ!

Viva. Um abraço para todos do
JOÃO.
De Manel Piorna a 20 de Maio de 2007 às 12:10
Estou aqui, mentalmente perto de ti, mas em desacordo. João não é ilusão, é uma verdade que sinto e sei: "Todos nós precisamos uns dos outros" até os ricos para o serem, precisam que hajam pobres.
Bom fim de semana pra ti tua mulher e todos os que tens no pensamento. Mário e Helena
De SOUSINHA a 20 de Maio de 2007 às 19:51
ALÓ.

Ó Piornas onde é que estamos em desacordo? É que não sei.. não vejo o motivo. Mas não tenhas problemas, diz onde. Estar em desacordo não é crime... até é salutar.
Diz qualquer coisa.
João
De anaRKas a 28 de Setembro de 2007 às 08:52
O balanço destes processos é positivo quanto à capacidade de organizar e promover, mas negativo quanto à incapacidade para configurar uma rede estável e autónoma de organizações que saiba afrontar os processos desenhados pelo capital e dê resposta a cada uma das injustiças e necessidades de solidariedade.

Em função deste ponto de vista, pela parte da CGT, nos comprometemos a impulsionar qualquer nova iniciativa possível, que nos permita aproximar-nos da consecução de um espaço sindical de confiança, intercâmbio e luta no âmbito euro-magrebe, historicamente relacionado pelo Mediterrâneo, que partindo da oposição activa ao capitalismo e da necessidade de articular a solidariedade real entre trabalhadores e trabalhadoras, possa gerar um marco autónomo e visível, claramente distante das dinâmicas sindicais da Confederação Europeia de Sindicatos, da Central Internacional Sindical e de qualquer outra estrutura sindical de colaboração com os critérios do capital.

Apostamos em processos de coordenação e comunicação entre organizações sindicais e sociais diversas mas que partilhem uma prática sindical autónoma (sem dependência de instituições, partidos, religiões, etnias…) com funcionamento participativo, horizontal, não hierárquico e combativo, de luta e mobilização, para além das declarações formais, sobre pontos comuns, tais como:

- A defesa da liberdade sindical e do livre exercício dos direitos sindicais, denunciando e mobilizando-se frente a toda violação das liberdades sindicais.
- A luta contra as privatizações e a defesa do público
- A luta contra a precariedade e a flexibilidade do mercado de trabalho e a degradação das condições de trabalho
- A defesa dos direitos d@s trabalhador@s imigrantes na Europa e no Magreb
- O direito efectivo das pessoas y dos povos a decidir sobre o seu próprio futuro

Do nosso ponto de vista, este espaço deve ir construindo-se com estes conteúdos, impulsionando posições comuns face aos acontecimentos e situações por que passamos, o conjunto da classe operária (desempregad@s, activ@s, precári@s, imigrantes...) neste momento. Concretizando a solidariedade internacional em campanhas e acções coordenadas.

Este espaço comum pensamos que deve ter a sua capacidade própria de tomada de posição e de convocatória, coincidente ou não, segundo as circunstâncias, com outros espaços de coordenação sindical e que deve estar aberto a quantas organizações, colectivos, correntes organizadas, núcleos ou activistas, estejam interessad@s em participar.

Por isso mesmo, este espaço sindical autónomo deve estar em estreita relação com os movimentos sociais transformadores da zona, sustentando-se mutuamente.

Estamos preocupados em poder avançar na definição de um mapa de colaborações, assim como a possibilidade de avançar sobre o concreto com algumas iniciativas do tipo:

- Comunicado final que exprima o que partilhamos e o que queremos fazer juntos/as
- Publicação conjunta dos trabalhos das jornadas
- Fixar os mecanismos para um intercâmbio estável de informação
- Campanha pelos detidos do 1 de Maio em Marrocos
- Campanha pela liberdade sindical no conjunto dos países da área, preparando uma presença conjunta na manifestação de Argel ( Novembro?)
- Dia internacional de luta contra o desemprego e a precariedade a 16 de Maio (data o assassinato do militante da ANDCM Mustafa El Hanzaoui)
- Encontro de mulheres sindicalistas (verão 2008). 8 de Março
- Colaboração entre sectores
- Próximo encontro
- ................................


Em qualquer caso, embora não consigamos concretizar tudo, consideramos que nos sentarmos, encontramo-nos, intercambiar e debater… em si mesmo, já nos está a permitir avançar.


Madrid 19 de Setembro de 2008
De mestre victor a 22 de Maio de 2007 às 00:18
Ola amigo Joao uma boa semana para ti tambem e continua a dar-nos mais recordacoes dos bons velhos tempos
um grande abraco
De SOUSINHA a 22 de Maio de 2007 às 00:40
Mestre Victor,

Obrigado pela visita e estamos juntos. O Cabo Santos já disse que domingo vamos à Falfosa dar quatro a zero.
Um golo é teu.
João
De viva aNarKas a 28 de Setembro de 2007 às 08:47
DE AMBOS OS LADOS DO MEDITERRÂNEO - SOLIDARIEDADE E LUTA

comunicado da CGT: JORNADAS DE MALAGA

Realizam-se estas jornadas de debate e reflexão para dialogar entre organizações amigas sobre a possibilidade de entrelaçar as costas Norte e Sul do Mediterrâneo em torno duma mobilização sindical, vinculada aos espaços sociais, de claro carácter anti capitalista e horizontal.

A CGT assume a iniciativa de abrir o debate com esta convocatória que pretende ser um ponto de arranque para o que possa surgir, sem procurar confrontações com outros espaços, nem esgotar as possibilidades de colaboração. Tomamos como ponto de partida mais imediato a declaração conjunta entre o SNAPAP da Algéria e a CGT, de Abril de 2006 (documento
junto)

O nosso objectivo fundamental é o de abrir um debate sobre possibilidades e compromissos para aproximar as diferentes visões, a partir do conhecimento mútuo e a confiança gerada ao longo dos últimos anos entre as nossas organizações.

Tudo isto, num momento em que a Europa do capital se encontra a cada dia mais instalada, reafirmando os seus princípios neoliberais, após o fracasso da sua tentativa de constituição europeia e aquando da nova iniciativa de um mini tratado que condense os elementos mais liberalizadores na economia e na política, ou seja mais antidemocráticos, já contidos no projecto de Constituição.

As políticas vindas da Comissão Europeia, não apenas afectam as relações desiguais e injustas nos fluxos comerciais, exploração e esgotamento dos recursos dos países do sul do Mediterrâneo, agora a través dos chamados Acordos Económicos Preferenciais – antes, directamente, com políticas colonialistas -, ou seja, as suas transnacionais, enquanto fustigam directamente os povos dos 27 estados da UE.

Os estados de bem-estar – assistencialistas – da margem Norte do Mediterrâneo desaparecem a marchas forçadas em todas as suas expressões:
saúde, emprego, educação, prestações sociais, liberdades, sem que melhore a situações na margem Sul.

A involução democrática e o endurecimento das condições de vida é um facto que foi previamente pactuado com o sindicalismo maioritário e com o convencimento de que se deve apoiar o lucro empresarial, como única garantia de nossos empregos, saúde, habitações e direitos sociais. A Confederação Europeia de Sindicatos ao nível europeu e a Central Internacional Sindical, recentemente criada, são a expressão desse sindicalismo de pacto social.

O Sindicalismo Alternativo carece de projecto suficiente, mas mais ainda, mesmo no caso em que exista, não goza de uma coordenação real de maneira a converter-se em possibilidade de que outras políticas sejam possíveis, do mesmo modo que outros mundos; com a condição de serem benéficos para a maioria social.

Ao longo dos últimos anos, foram produzidas diversas iniciativas em que temos participado com diversas organizações. Concretamente, e como exemplo, a CGT participou ao nível europeu em: euro marchas (a última Tânger-Nice), bloco vermelho e negro, encontros europeus de sindicalismo alternativo, coordenação anarcossindicalista, fórum social europeu (Itália, França e Grécia), fórum libertário (Paris e Atenas), fórum social mediterrâneo (como co-organizadores), I 02 (Alemanha), I 07 (Paris) e várias coordenações de âmbito sectorial (ferroviário, educação, automóvel, saúde, correios, limpezas…).

Ao nível do Magreb, a ligação fraterna com a ANDCM de Marrocos; a declaração conjunta do SNAPAP argelino e da CGT que se coloca como ponto de partida desta iniciativa, ligada a uma campanha pela liberdade sindical na Algéria; o início das euro marchas em Tânger; o encontro internacional contra o desemprego e precariedade em Rabat com a ANDCM; concentração em Tânger CGT/ANDCM, as campanhas de solidariedade com os detidos do 1º de Maio em Marrocos, com os trabalhadores agrícolas de Sous Massa, com os mineiros de Jbel Awam, com a luta de Tamassint; … e toda uma rede de relações e de solidariedade com organizações marroquinas sindicais, de directos humanos, de desempregados, etc., participação na marcha contra a vala da morte em Ceuta (Sebta), ....

De aNarKas de faro a 28 de Setembro de 2007 às 08:50
O balanço destes processos é positivo quanto à capacidade de organizar e promover, mas negativo quanto à incapacidade para configurar uma rede estável e autónoma de organizações que saiba afrontar os processos desenhados pelo capital e dê resposta a cada uma das injustiças e necessidades de solidariedade.

Em função deste ponto de vista, pela parte da CGT, nos comprometemos a impulsionar qualquer nova iniciativa possível, que nos permita aproximar-nos da consecução de um espaço sindical de confiança, intercâmbio e luta no âmbito euro-magrebe, historicamente relacionado pelo Mediterrâneo, que partindo da oposição activa ao capitalismo e da necessidade de articular a solidariedade real entre trabalhadores e trabalhadoras, possa gerar um marco autónomo e visível, claramente distante das dinâmicas sindicais da Confederação Europeia de Sindicatos, da Central Internacional Sindical e de qualquer outra estrutura sindical de colaboração com os critérios do capital.

Apostamos em processos de coordenação e comunicação entre organizações sindicais e sociais diversas mas que partilhem uma prática sindical autónoma (sem dependência de instituições, partidos, religiões, etnias…) com funcionamento participativo, horizontal, não hierárquico e combativo, de luta e mobilização, para além das declarações formais, sobre pontos comuns, tais como:

- A defesa da liberdade sindical e do livre exercício dos direitos sindicais, denunciando e mobilizando-se frente a toda violação das liberdades sindicais.
- A luta contra as privatizações e a defesa do público
- A luta contra a precariedade e a flexibilidade do mercado de trabalho e a degradação das condições de trabalho
- A defesa dos direitos d@s trabalhador@s imigrantes na Europa e no Magreb
- O direito efectivo das pessoas y dos povos a decidir sobre o seu próprio futuro

Do nosso ponto de vista, este espaço deve ir construindo-se com estes conteúdos, impulsionando posições comuns face aos acontecimentos e situações por que passamos, o conjunto da classe operária (desempregad@s, activ@s, precári@s, imigrantes...) neste momento. Concretizando a solidariedade internacional em campanhas e acções coordenadas.

Este espaço comum pensamos que deve ter a sua capacidade própria de tomada de posição e de convocatória, coincidente ou não, segundo as circunstâncias, com outros espaços de coordenação sindical e que deve estar aberto a quantas organizações, colectivos, correntes organizadas, núcleos ou activistas, estejam interessad@s em participar.

Por isso mesmo, este espaço sindical autónomo deve estar em estreita relação com os movimentos sociais transformadores da zona, sustentando-se mutuamente.

Estamos preocupados em poder avançar na definição de um mapa de colaborações, assim como a possibilidade de avançar sobre o concreto com algumas iniciativas do tipo:

- Comunicado final que exprima o que partilhamos e o que queremos fazer juntos/as
- Publicação conjunta dos trabalhos das jornadas
- Fixar os mecanismos para um intercâmbio estável de informação
- Campanha pelos detidos do 1 de Maio em Marrocos
- Campanha pela liberdade sindical no conjunto dos países da área, preparando uma presença conjunta na manifestação de Argel ( Novembro?)
- Dia internacional de luta contra o desemprego e a precariedade a 16 de Maio (data o assassinato do militante da ANDCM Mustafa El Hanzaoui)
- Encontro de mulheres sindicalistas (verão 2008). 8 de Março
- Colaboração entre sectores
- Próximo encontro
- ................................


Em qualquer caso, embora não consigamos concretizar tudo, consideramos que nos sentarmos, encontramo-nos, intercambiar e debater… em si mesmo, já nos está a permitir avançar.


Madrid 19 de Setembro de 2008

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. FICA SUSPENSO ATÉ NOVA OR...

. A HORTA BIOLÓGICA

. AS GEADAS

. A CARVOARIA DO PASSOS

. UTENSÍLIOS AGRÍCOLAS

. O TREINO DO SENHOR CARVAL...

. FARO DENTRO DAS MURALHAS

. UM BOM FIM DE SEMANA

. IGREJA DE S. PEDRO

. A RUA DOS BRACIAIS

. AO POETA MANUEL JOSÉ E F...

. A HORTA DOS BRITOS

. O MEU PRIMO SEBASTIÃO BRI...

. AS MOÇAS E OS MOÇOS DO M...

. POESIA DO DR. UVA

. ALÓ SANTA BÁRBAAR DE NEXE...

. FOMOS JOGAR À FALFOSA.

. ESTAMOS A VOLTAR.

. TUDO CHEGA AO FIM.... ATÉ...

. DA IMPRENSA

. VIVA A SOLEDADE URBANO.

. HOUVE FESTA NO SÍTIO DA A...

. AS HORTAS E A GRICULTURA...

. A FRASE DE HOJE

. PORQUE HOJE É DOMINGO

. BOM FIM DE SEMANA PARA TO...

. VELHO DO RESTELO

. CHEGUEI...

. EU NÃO POSSO ACREDITAR...

. A VIDA DIFÍCIL DOS MIÚDOS...

.arquivos

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.favoritos

. SANTA BÁRBARA DE NEXE

blogs SAPO

.subscrever feeds