Sexta-feira, 1 de Junho de 2007

A FRASE DE HOJE

 
“Porque a vida de quem amamos não é só

a que lá está mas a que nós lá pusermos para depois a irmos gastando...”

  
     Vergílio Ferreira in EM NOME DA TERRA.
 
 
Vergílio.jpg (11693 bytes)
Estou a ler Vergílio Ferreira e gosto. Tenho falado com alguns amigos interessados nestas matérias da Literatura, a maioria gosta mas o Silva diz que não está para aí virado
O Francisco José Viegas, jornalista, escritor, professor Universitário e outras coisas mais, também não gosta, pois disse acerca de “EM NOME DA TERRA” que o livro é bom mas que não trás nada de novo. Se Francisco José Viegas quis dizer que Vergílio não está entre os maiores escritores do seu tempo, como parece que foi o que quis dizer, eu, por mim, não vejo as coisas assim.  
Foi com Vergílio Ferreira que aprendi a decifrar o que é um grande escritor. Ele diz que o grande escritor é aquele que nos torna melhor pessoa através das mensagens que se podem extrair das obras que escreve. E eu estou de acordo com isso.
A frase que escolhi para hoje é uma frase sobre o amor, essa matéria agora tão em voga na literatura internacional. E eu também acho que o amor é fundamental. Achei muito bem a volta que o Vergílio dá ao assunto trazendo ao de cima uma verdade   que está testada na vida real. O amor gasta-se....
Parece que é a Psicologia que trata disso. Primeiro vem a paixão, uma sensação terrível que não se dá conta dela. Depois vem a acalmia. Nalguns casos depois segue-se divórcio. Mas não falemos disto agora...
Face ao que acabo de dizer parece-me a frase de Vergílio perfeitamente correcta.
 
Precisamos de estar atentos..
 
João Brito Sousa
publicado por SOUSINHA às 12:06
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De A SILVA a 1 de Junho de 2007 às 13:13
Vergílio Ferreira foi um grande escritor e as suas obras estão aí para que continue a se-lo. Mas... Reconhecer a grandeza de uma obra não significa, necessariamente, gostar dela. Pelos vistos não serei o único a não apreciar sobremaneira os escritos de Vergilio Ferreira. Mas, embora não apreciando a sua forma des escrever, achando a construção das suas frases um quase emaranhado de palavras que cortam a fluência da leitura e dificultam a fácil apreensão dos conceitos e ideIas que pretende transmitir , tal como Sartre, não concordo que se diga que ele não está entre os maiores escritores.
Talvez os largos anos de estudo seminarista, no domínio do latim que proporciona, aportando um vasto e profundo conhecimento das palavras o tenha conduzido a essa forma de escrever.

Reportando-me à frase que escolheste, deixa-me realçar os dois conceitos, bem distintos, que lá moram: que não há vida de dois amantes sem a inevitável e recíproca assimilação da vida do amado, um e que o relacionamneto continuado leva ao desgaste, muitas vezes â rotura da relação, o outro.

Mas permite-me acrescentar que entendo e defendo que a longevidade duma relação é directamente proporcional à quantidade de vida que cada um dos dois consegui receber do outro. E perfilho a ideia de que a rotura - duma relação a dois - só acontece quando o egoímo de um não permite a absorção da vida do outro. Neste caso, a paixão descamba de imediato no desinteresse, sem passar pelo estado intermédio. E a separação é inevitável porque morre -ou nós gastámos, como diz VF - a porção de vida que o outro absorveu.

Bem visto! Qualquer dia até começo a gostar de Vergílo Ferreira...

arnaldo silva
felizmente reformado



De SOUSINHA a 1 de Junho de 2007 às 16:36
VIVA.
Meu velho, obrigado pela colaboração e visitas ao blog. Coloquei o teu comentário em post pois é justo que lá apareças.
Um abraço do
JBS
De Pedro a 8 de Julho de 2009 às 23:39
Talvez seja uma linguagem emaranhada com recurso a vários tipos de excertos culturais, mas pois os sentimentos que transcreve, a mensagem que deixa como a ele a marca com as palavras ele transcende, que a sua escrita seja complicada, encruzilhada que até penso que foi escrita assim por acaso como quem divaga numa historia, que não atende a prevenir nem apressar que vai fluindo como a própria vida tornando-se imprevisível, assim sendo, pois com razão ou não, gostando ou não, é isto que vejo e parece-me bem!

Hummm quanto a frase do dia, aquilo todos nos devemos lembrar na escrita, pintura..etc, tudo aquilo criado, pode ser transformado aos olhos de cada um, seu eu fosse esta frase, "a pessoa que amo quero entende-la e partilhar tudo o que sou com ela, tenho com ela guardado o "eu" (" quem amamos"-entrega) pois um dia mais tarde precisarei do meu amor para me lembrar de quem fui e de que sou". Ja tá, Cump.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. FICA SUSPENSO ATÉ NOVA OR...

. A HORTA BIOLÓGICA

. AS GEADAS

. A CARVOARIA DO PASSOS

. UTENSÍLIOS AGRÍCOLAS

. O TREINO DO SENHOR CARVAL...

. FARO DENTRO DAS MURALHAS

. UM BOM FIM DE SEMANA

. IGREJA DE S. PEDRO

. A RUA DOS BRACIAIS

. AO POETA MANUEL JOSÉ E F...

. A HORTA DOS BRITOS

. O MEU PRIMO SEBASTIÃO BRI...

. AS MOÇAS E OS MOÇOS DO M...

. POESIA DO DR. UVA

. ALÓ SANTA BÁRBAAR DE NEXE...

. FOMOS JOGAR À FALFOSA.

. ESTAMOS A VOLTAR.

. TUDO CHEGA AO FIM.... ATÉ...

. DA IMPRENSA

. VIVA A SOLEDADE URBANO.

. HOUVE FESTA NO SÍTIO DA A...

. AS HORTAS E A GRICULTURA...

. A FRASE DE HOJE

. PORQUE HOJE É DOMINGO

. BOM FIM DE SEMANA PARA TO...

. VELHO DO RESTELO

. CHEGUEI...

. EU NÃO POSSO ACREDITAR...

. A VIDA DIFÍCIL DOS MIÚDOS...

.arquivos

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.favoritos

. SANTA BÁRBARA DE NEXE

blogs SAPO

.subscrever feeds