Domingo, 13 de Maio de 2007

PORQUE HOJE É DOMINGO

 

 

 

Ao meu primo  LOURINHO,

 

 

Hoje seria dia de festa para os homens, se houvesse vontade entre eles de celebrar esse pacto de solidariedade, de auxílio  mútuo, que deveria estar estabelecido desde os tempos de Adão e Eva.. As vitórias materiais não compensam; a solidariedade, o podermos ser úteis uns aos outros  trazem mais conforto ao coração de cada um de nós. Os valores da sociedade contemporânea traduzem-se  no dinheiro que cada um possui, que é um outro valor, esse que traduz o poder de compra. E é aqui neste campo, que se cometem todas as injustiças. Enquanto um homem pressentir que aquilo que possui  é necessário ao homem que o não possui, começa aqui a desenhar-se  o sinal de riqueza do primeiro e o sinal de carenciado do segundo. E aqui começa a exploração do homem pelo homem.

 

O meu estimado amigo Manel Piorna vem danar-se comigo, por eu ter dito que não há presente; que o homem vive no futuro. Diz ele que o futuro não existe. Bom tema este para dissecar. Recordo Baptista-Bastos quando diz: “quanto mais sabemos mais nos falta saber....” ou  Miguel Torga que diz: “ é preciso fazer um esforço enorme para  se amar o presente” ou Sartre quando diz...” “... ao homem compete inventar a própria vida  e o  próprio destino, escolher a própria liberdade e construir o seu valor.” ou Pessoa quando diz.“... o presente é o futuro do passado”. Já não me enxergo com tanta definição para me ajudar a acertar o passo. Mas tenho de dar uma satisfação ao Piorna sobre o que ele diz não existir. Meu caro  Manel, o que não existe é o presente;    o homem vive sempre no agora, que é igual  ao presente que já passou mais um acrescento de vida sucessivo que nos dá esse  agora que falo. Estes acrescentos de vida sucessivos é que nos trazem o futuro que tu queres negar e que é esse futuro que nos vai garantindo a permanência aqui. Entendeste Manel?   

                                           

Peço ao Arnaldo Silva que intervenha aí e diga de sua justiça....

 

E igual pedido faço aos bloguistas que me visitarem.

 

E um BOM DOMINGO PARA TODOS.

 

 

 

João Brito Sousa

 

 

 

publicado por SOUSINHA às 08:23
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De avlisi@sapo.pt a 13 de Maio de 2007 às 11:15
O Homem vive no Futuro!
Se quizermos ser um tanto mais precisos o Homem vive sempre para o Futuro.
Toda a acção do Homem, por mais simples que ela seja, é pautada para se projectar no futuro.
Todo o acto humano tem uma subsquente consequência. Sempre e só no Futuro.
O presente não passa de mera circunstância. E quando está a acontecer já é passado.
Não é verdade que o ser humano se interesse apenas por viver o hoje. Sempre que o sol se põe, o Homem fica permanentemente na esperança de o voltar a ver no dia seguinte. Nisso se materializa a essência da sua existência: que possa viver mais um amanhã.
Não se confunda inconsciência, ignorância ou irresponsabilidade do acto presente face às suas consequências futuras com o interesse de viver exclusivamente o presente.
A reacção impensada, expontânea e intempestiva perante um súbito facto do momento é apenas isso: uma acção circunstancial.
O Homem vive permanentemente na necessidade de fazer opções. E estas, como reacção â acção que a despoleta, são sempre projectadas no futuro. Do presente não resta senão a experiência como factor de conhecimento adquirido, para aplicação no futuro.
Até no acto mais egoísta do Homem se manifesta a sua vivência no Futuro.
Não concordo, por exemplo, que os EU tivessem invadido o Iraque pensando apenas no presente, como afirma o amigo Manel. Pelo contrário!
Foi com os olhos postos nos benefícios futuros que a invasão foi levada a efeito.
Finalizando, o Presente não passa do alicerce em que o Futuro se virá a construir. Pelo Homem, que nele - no Futuro - está sempre a viver.

arnaldo silva
felizmente reformado
De SOUSINHA a 13 de Maio de 2007 às 11:35
Meu caro Silva,

Viva.
Bom texto. Todavia, em vez de " o Presente não passa do alicerce em que o Futuro se virá a construir", prefiro esta:- " Com o Presente se prepara o Futuro.."
Sem mais, até mais ver...
JBS
De Manel Piorna a 13 de Maio de 2007 às 22:53
Amigo João, Não seriam necessárias tantas citações. Bastava a tua palavra. Não era esse o sentido do meu comentário. Simplesmente escrevi o profundo sentir do momento. Mas já que se enveredou por este caminho, vamos a isto!
Gostei! Gostei! Gostei!
È assim com a polémica se faz a luz. Hoje a sociedade vive a situação presente. O Futuro é incógnita!
Futuro! O que está para vir! Será!
Como uma dimensão tempora, não é concentrável num todo simultânio, Não é pontuável, mas linear. Vem-se do passado ao presente e ir-se-á para o futuro "SE".
O homem moderno sem dúvida, "parece" orientar-se progressivamente para o "Futuro". Temos pois a planificação, a previsão na Natureza e suas ciências, bem como as ciências Sociais. Poderemos então portanto afirmar que estamos perante a nascença de uma ciência do Futuro, a "Futurologia".
Aprofundando temos então o homem como um projecto, que não parte só da sua origem, do seu ter sido, e, do seu ser.
Nietzche filosofou como poeta be poetou como filósofo, sempre viveu o seu presente, pois o seu futuro foi a loucura. No entanto há que ter em atenção a sua teoria do "eterno retorno".
Atenção!
A esperança não é realidade.
A sociedade está a viver o presente( O pobre que te pede o euro). Também é verdade que ao não o desponibilizares,( estás a garantir o teu futuro).
Agora uma minha:
"O Futuro será a capacidade de concretizar a "Futurologia" do Presente"?
"Ho Barata tens aí trezentos trocados"?
Avança leão!
Parabéns pela tua obra.
Um abraço. Manel Piorna
De SOUSINHA a 14 de Maio de 2007 às 12:09
Meu caro MANEL PIORNA.

ViVA.

AÍ VAI EM FORMA DE SONETO.

PORTO, 2007.05.14


O PROFUNDO SENTIR DO MOMENTO


Que frase profunda e linda esta que disseste... amigo!
Que inspirado estavas quando agarraste essa mensagem..
Quando queres ninguém consegue ombrear contigo
És o melhor criador entre todos nós e o resto é paisagem.


Explica lá isso à gente ó Piorna... o que é que te deu
Para me deixares nesta aflição de corpo inteiro...
Porque eu até estava convencido que o poeta era eu
Mas ao ouvir o verso concluo não passar de um sucateiro.

Muitas dessa ó Piorna .. muitas, muitas mais..
Que me deixem sempre vontade de ouvir tais..
Ó meu poeta .. ó escritor amigo e amigo da verdade

E se Nietzche filosofou e viveu o seu presente
E o seu futuro foi de loucura como o de muita gente
Neste contexto a esperança não é realidade

JBS
Um abraço do
JBS
De avlisi@sapo.pt a 14 de Maio de 2007 às 16:17
O amigo Manel, que eu não conheço, persiste na negação de que o Homem viva no Fururo.
Está no seu direito.Terá as suas razões. Todavia, os argumentos apresentados para suportar essa negativa são merecedores de alguns reparos.
O Futuro é incógnita! É verdade... Mas o Homem, vivendo no Futuro, não vive na incógnita!
O Homem vive no Futuro, simplesmente porque nele se projecta em cada passo que dá no seu presente.
É com o pé no porvir que o Homem age hoje; porque ele tem consciência de que tem que viver o amanhã, que eternamente se sucederá a hoje.
Tão pouco se poderá falar, nesta vivência do Homem no Futuro, de algo que se assemelhe a Futurologia.
Entenda-se Futurologia como a tentativa de adivinhar o que irá suceder no tempo vindouro.
O Homem não vive no Futuro por seguir ou agir dentro de uma permanente premonição. Não! Negativo!
O Homem vive no Futuro porque sabe que a cada minuto outro se sucederá e, consciente desse facto, tudo faz para que possa viver o minuto seguinte. Por maiores que sejam as suas fragilidades, como diz Torga, ele sabe que tem que viver o amanhã. E supera essas fragilidades preparando-se para esse viver.
A esperança não é realidade! Nada mais correcto! A esperança é tão só o desejo de que venha a ser.
Mas o Homem não vive no Futuro porque viva na esperança de que venha a viver . O Homem vive no Futuro porque sabe que a inércia da sua vida lhe traz sempre um dia após o outro.
Quanto ao "eterno retorno", se bem me recordo, ele estatui como que o corolário duma empírica constatação da vida: um ciclo repetitivo de desastres naturais ou de comportamentos de massas sociais e humanas, igualmente destrutivas. Mas o Homem não vive no Futuro, no temor de tal "retorno". Isso, essa fatalidade, ele a deixa para acontecer quando tiver que acontecer.

Ao Futuro em que vivemos!

arnaldo silva
felizmente reformado
De SOUSINHA a 14 de Maio de 2007 às 17:19
VIVA.

GOSTEI DA FORMA COMO ATACASTE O PROBLEMA APRESENTADO PELO MANEL.
MUITO BEM. O MANEL É BOA PRAÇA E VAI DIZER ALGUMA COISA.
AÍ VAI UM ABRAÇO PARA TI DO
BS
De Manel Piorna a 18 de Maio de 2007 às 19:23
Eu não sou um génio inventor, na minha simplicidade eu faço prospectiva.
Quanto aos argumentos? Sois vós que os apresentais, senão vejamos:
"Se quizermos ser tanto mais precisos o Homem VIVE PARA O FUTURO"
"Toda a acção do Homem, por mais simples que ela seja, é pautada para SE PROJECTAR NO FUTURO"
"O presente não passa do alicerce em que o FUTURO SE VIRÁ A CONSTRUIR"
Arnaldo
"Com o Presente SE PREPARA O FUTURO"
Sousinha.
Entenda-se Futurulogia como Prospectiva. Portanto apelo às mais variadas ciências na sua PERSPECTIVA própria de Futuro. Mas teremos de ter sempre em atenção a Motivação que composta de factores afectivos, intelectuais, sociais, necessidades_ enquanto delas se tem consciência_ e a parte inconsciente formada pelos factores fisiológicos, instintos e outras realidades que a pessoa se não dá conta. Ou a necessidade de afastar deficiências, evitar perigos e ameaças que incluem objectivos gerais de segurança e sobrevivência lutando para criar objectivos gerais de estimulação e satisfação.
É evidente que todos nós temos de _ou tentamos_ formular a nossa própria teoria. Dai a diversidade estimulante deste debate.
Na esperança de nos conhecer-mos, para o Arnaldo um abraço do Manel Piorna

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. FICA SUSPENSO ATÉ NOVA OR...

. A HORTA BIOLÓGICA

. AS GEADAS

. A CARVOARIA DO PASSOS

. UTENSÍLIOS AGRÍCOLAS

. O TREINO DO SENHOR CARVAL...

. FARO DENTRO DAS MURALHAS

. UM BOM FIM DE SEMANA

. IGREJA DE S. PEDRO

. A RUA DOS BRACIAIS

. AO POETA MANUEL JOSÉ E F...

. A HORTA DOS BRITOS

. O MEU PRIMO SEBASTIÃO BRI...

. AS MOÇAS E OS MOÇOS DO M...

. POESIA DO DR. UVA

. ALÓ SANTA BÁRBAAR DE NEXE...

. FOMOS JOGAR À FALFOSA.

. ESTAMOS A VOLTAR.

. TUDO CHEGA AO FIM.... ATÉ...

. DA IMPRENSA

. VIVA A SOLEDADE URBANO.

. HOUVE FESTA NO SÍTIO DA A...

. AS HORTAS E A GRICULTURA...

. A FRASE DE HOJE

. PORQUE HOJE É DOMINGO

. BOM FIM DE SEMANA PARA TO...

. VELHO DO RESTELO

. CHEGUEI...

. EU NÃO POSSO ACREDITAR...

. A VIDA DIFÍCIL DOS MIÚDOS...

.arquivos

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.favoritos

. SANTA BÁRBARA DE NEXE

blogs SAPO

.subscrever feeds