Segunda-feira, 4 de Junho de 2007

OBRIGADO BAPTISTA-BASTOS

FUI À FEIRA DO LIVRO.
 
 
 
 
 
 
Gosto de frequentar estes ambientes. 
 
 
Fui à feira e fiquei agradado de ver a quantidade de pessoas que frequentavam o acontecimento. Não sei se por ser Domingo, talvez fosse, mas estavam de facto muitas pessoas. Compraram?.. isso já não sei. Os preços, só aparentemente são elevados, melhor, tidos como altos - diz-se isso- porque no negócio a tónica é comprar ao mais baixo preço possível e vender ao   mais alto preço possível.
 
Mas se observarmos o factor custo através de uma análise simplista, diremos que um livro tido como caro para o consumidor, acaba sempre por ser barato a quem o produz. Uma obra razoável consome sempre, no mínimo uns dois a nos de escrita e, se o escritor vive disso, há que ser incentivado a produzir obras de qualidade. E daí os preços não serem para discutir.
 
E acabei por comprar uma obra de um jovem escritor. 
 
Um aspecto que considero de muita importância é a presença dos escritores no evento. Eles estimulam a nossa ida ao local e talvez à compra. Estavam lá o Álvaro Magalhães, o José Luís Peixoto, o Baptista-Bastos entre outros. Levei o livro “AS BICICLETAS EM SETEMBRO” deste último, e solicitei-lhe umas palavras. E escreveu,
 
“ao meu estimado amigo João Sousa, que muito me honra e orgulha com a sua bela amizade”
 
Devo referir que o escritor Baptista-Bastos permitiu a possibilidade de trocarmos algumas notas sobre as suas obras através de emails, daí a criação dessa bela amizade.
 
Com a devida vénia, transcrevo um parágrafo ao acaso do livro autografado.
 
“Quando as crianças dormiam o sono da tarde, logo após o almoço, Jesuína recebia as vizinha com as quais compartia segredos, coscuvilhice e favores. Conversas animadas, picantes e imponderáveis. Umas diziam que os maridos já não as procuravam havia meses; outras, que esta e aquela andavam metidas com o empregado da companhia de seguros. Tinham falta de alguma coisa, e algumas delas de tudo; porém, a maior era a falta de esperança...”
 
Este parágrafo foi escrito por BAPTISTA-BASTOS, um escritor que eu muito admiro .
 
João Brito Sousa
publicado por SOUSINHA às 07:43
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. FICA SUSPENSO ATÉ NOVA OR...

. A HORTA BIOLÓGICA

. AS GEADAS

. A CARVOARIA DO PASSOS

. UTENSÍLIOS AGRÍCOLAS

. O TREINO DO SENHOR CARVAL...

. FARO DENTRO DAS MURALHAS

. UM BOM FIM DE SEMANA

. IGREJA DE S. PEDRO

. A RUA DOS BRACIAIS

. AO POETA MANUEL JOSÉ E F...

. A HORTA DOS BRITOS

. O MEU PRIMO SEBASTIÃO BRI...

. AS MOÇAS E OS MOÇOS DO M...

. POESIA DO DR. UVA

. ALÓ SANTA BÁRBAAR DE NEXE...

. FOMOS JOGAR À FALFOSA.

. ESTAMOS A VOLTAR.

. TUDO CHEGA AO FIM.... ATÉ...

. DA IMPRENSA

. VIVA A SOLEDADE URBANO.

. HOUVE FESTA NO SÍTIO DA A...

. AS HORTAS E A GRICULTURA...

. A FRASE DE HOJE

. PORQUE HOJE É DOMINGO

. BOM FIM DE SEMANA PARA TO...

. VELHO DO RESTELO

. CHEGUEI...

. EU NÃO POSSO ACREDITAR...

. A VIDA DIFÍCIL DOS MIÚDOS...

.arquivos

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.favoritos

. SANTA BÁRBARA DE NEXE

blogs SAPO

.subscrever feeds